Piratiniense é vítima de homofobia após protesto do último sábado


Formado em Licenciatura Plena em História pela Universidade Federal de Pelotas, Alex aceitou falar sobre o caso com exclusividade ao blog Mundo Piratini.

Polícia Civil tentará apurar os fatos,
e encontrar suposto homofóbico
O professor Alex Vaz Cardoso, conhecido não só município, mas em toda a região, foi uma das centenas de pessoas que participaram da manifestação realizada no último sábado (22) no município. Com uma ótima intenção, Alex trouxe como contribuição ao manifesto, um cartaz escrito “Homossexualidade Não é Doença”, o que ele não esperava, era sofrer um ataque homofóbico de uma conta na rede social facebook que tinha como nome Paulo Fracolossi.

Segundo explicou Alex, ele postou ainda na noite de sábado fotos suas e de amigos na manifestação, logo após foi deitar-se. Posteriormente, na tarde de domingo, quando entrou em sua conta no facebook, foi chamado por um amigo de Santa Vitória do Palmar, que o informou da existência de conta na rede social, com o nome de Paulo Fracolossi que havia feito insultos a sua opção sexual e outras pessoas do município.

Após o fato, mas ainda no domingo, Alex recebeu uma solicitação de amizade do suspeito, porém com muita indignação não excitou em recusá-la.

O professor, formado em Licenciatura Plena em História pela Universidade Federal de Pelotas aceitou falar com exclusividade ao blog Mundo Piratini, onde esclareceu os motivos que o levaram a denunciar o caso a Polícia Civil do município.

“ – Resolvi denuncia-lo publicamente no próprio facebook, pois deixaria para ir a Delegacia no dia seguinte. Tomei o cuidado de salvar em dispositivos eletrônicos digitais, as supostas ofensas, como prova do crime.
- Na manhã da segunda-feira (24) dirigi-me até a Delegacia, onde fui prontamente atendido pelo Sr. Flávio Pinheiro, que imediatamente revisou as imagens impressas, e procedeu o registro de um boletim de ocorrência.“ Revelou o piratiniense.

Ocorrência registrada pela
vítima nesta segunda-feira
Questionado sobre sua esperança de justiça, e que a investigação revele o autor das supostas ofensas, ele demostrou otimismo.

“ – Espero que sim, a justiça deve sempre prevalecer na defesa da dignidade de todos os cidadãos, pois o princípio fundamental de um  Regime Democrático é a criação de direitos, e que estes por sua vez devem ser respeitados por toda uma coletividade. O ato de denuncia, afirma minha crença no Regime Democrático, e também como modo de demonstrar, a sociedade em geral que ser homossexual, é algo natural e simples. O único obstáculo para que isso se torne de aceitação das pessoas é o preconceito, e este deve ser sempre combatido, seja que preconceito for.” Afirmou.
Ainda ativo na rede social facebook, a página do agressor continua com a postagem ofensiva, inclusive citando que a homossexualidade se deve a “falta de laço”.

Fotos extraídas do facebook de Alex Vaz Cardoso

0 comentários:

Postar um comentário

Todos os comentários passam por moderação e caso não enquadrem-se na política de comentários serão rejeitados.

De maneira alguma será uma forma de barrar a participação dos leitores, mas sim como ja foi dito, de manter um debate de alto nível. Caso tenha dúvida consulte a Política de comentários.

Ao escrever, pense como se o proprietário do blog. E que você pode ser responsabilizado judicialmente pelos comentários.

Mesmo assim, antes de comentar, procure analisar se o seu comentário tem realmente algo em comum com o assunto em questão.

Comentários em tom ofensivo, ou que acusem diretamente pessoas envolvidas ou não nas postagens não serão publicados.

Obrigado e não deixe de comentar.